Anime Punch 2010

Olá pessoal!

Depois de um mega atraso, eis um post sobre o evento Anime Punch, ocorrido nos dias 06 e 07 de fevereiro em BH. A escolha para a foto de abertura desse post não é uma mera coincidência =)

Bom, como fiquei praticamente o evento todo no estúdio do GigaXis, talvez eu não tenha muito que falar do evento, mas não deixei de dar umas voltinhas para conferir.

Então comecemos pelo público presente. Pensei que o evento estaria cheio (até que no sábado nem tanto), mas ao chegar sábado, tive uma surpresa: Onde está o público?! Infelizmente, o evento estava extremamente vazio e, chegando ao estúdio do GigaXis: Cadê os cosplayers? O sábado foi bem morto, sendo que de cosplayers, vi uns 15 e olhe lá. No domingo o evento encheu mais, porém ainda estava vazio.

Apesar de ser bem longe (pelo menos para mim em vista dos outros eventos), a estrutura da Uni-BH foi ótima para a realização do evento. A área destinada para os estandes e palco era toda coberta e, apesar de ser uma estrutura com telhado galvanizado, o público não foi “cozido”. O dia estava quente e, mesmo assim, estava agradável andar por lá. Talvez isso se justifique pelo fato da área ser ampla o suficiente para uma boa circulação de ar.

Já que estou falando da área, aproveitarei para comentar sobre os estandes. Tinham poucos estandes, uns 8 mais ou menos (se eu estiver errado, me desculpem). Para um evento do porte do Anime Punch, eu esperava mais. Outro agravante foi a variedade bem regrada de produtos, porém, em compensação, para quem queria comprar mangás e quadrinhos, a Comix não decepcionou e montou um grande estande com bons preços (até eu que sou pão-duro comprei 3 mangás de Monster).

Apesar de não ser velho de casa na equipe, mesmo antes de ser fotógrafo eu já conhecia as salas que eram destinadas para o estúdio da equipe de fotografia. A sala que nos foi oferecida no local do evento foi a melhor que já vi em todos os eventos que pude freqüentar até hoje: Uma sala grande e com 4 ventiladores. O calor, que incomoda tanto no estúdio em todos os eventos não teve vez no Anime Punch. Dessa vez nosso estúdio ficou realmente com cara de estúdio, pois no sábado e domingo o Well disponibilizou duas tochas (que ficaram demais) e no domingo o Apu apareceu com dois flash. Eu realmente adorei, além da divertida difusão do lightpaint, feita pelo Michel no domingo, resultando em diversão para cosplayers e para fotógrafos (fotógrafos também tem o direito de brincar um pouquinho hehehe).

Outra coisa que achei interessante no evento foi a presença de uma atração internacional: Wada Kouji.
Há um bom tempo que uma atração internacional não dá as caras em BH. Minha opinião é que eventos de médio e principalmente, grande porte, devem fazer um esforço de trazer os gringos para cá. Dá para conciliar espaço tanto para talentos nacionais como para internacionais nos eventos.

Apesar das coisas boas, sempre acontecem alguns contratempos e, infelizmente, no domingo tivemos um. Apesar de a equipe estar devidamente inscrita no site do evento, barraram um fotógrafo nosso, porém demos um jeito e trouxemos ele para o evento, por nossa conta (Tsu salvando a pátria). Então, gostaria de deixar uma crítica tanto com relação ao posicionamento dos organizadores dos eventos em relação ao GigaXis, bem como em relação a incidentes desse tipo: Nossa equipe faz o que faz porque gosta muito. E o que fazemos dentro de um evento acaba se tornando um serviço/atração para os cosplayers, que dão todo o charme no evento. Com certeza os cosplayers gostam de ter um estúdio à disposição para que possam ter fotos legais, pois se não gostassem, nossa equipe nem existiria, muito menos o nosso site. Da mesma maneira que encaramos o nosso trabalho com seriedade, gostaria que os organizadores nos olhassem com mais seriedade para, assim, evitar que situações desse tipo não gerem transtornos, tanto para a equipe organizadora do evento como também para a nossa equipe. Deixo aqui agradecimentos em nome da Tsu (que entrou em contato com a equipe organizadora do evento) e de todos os membros do GigaXis pelo contato feito por parte da organização do Anime Punch, pedindo desculpas pelo ocorrido.

Enfim, segue abaixo as fotos mais interessantes de cada fotógrafo:









Um grande abraço para todos e não deixem de conferir a galeria do evento clicando aqui.

Para ver outras fotos outros, visite a nossa galeria.

Não deixe de nos seguir no Twitter.

E também acompanhe o nosso flog.

Obrigado a todos e até o próximo evento =)

Related posts:

Share
março 19th, 2010 by Regis
Posted in Anime, Eventos

4 Responses to “Anime Punch 2010”

  1. Paulo Shirayuki Says:

    Se você espanta os fotógrafos espanta os cosplayers. Se você espanta os cosplayers você espanta o público. É simples.

    Pra mim o básico pra um evento é ter uma infra-estrutura básica (não digo nem boa) para alimentação, cosplayers (incluindo um palco decente) e fotógrafos. Não fazer isso é um belo caminho pro fracasso.

  2. Sami Says:

    Belas fotos! Parabéns! =D
    Pois é…Uma organização ruim compromete a qualidade do evento, vários fotografos já foram barrados de vários eventos e mesmo amando e fazendo tudo que eles fazem por se divertirem e amarem fotografia, muitas pessoas não entendem isso e os tratam como qualquer um.
    Tem vi pessoas desrespeitarem um fotografo só por causa da sua pequena câmera digital (que não era uma profissional), as fotos dele mesmo assim ficaram lindas, para ser um bom fotografo não é necessário uma câmera profissional com uma lente de 1 milhão e sim de habilidades com a luz,ângulos e registrar um momento único, esse é o verdadeiro amor pela fotografia que faz um verdadeiro fotografo querer evoluir!
    Parabéns equipe Giga,continuem com o bom trabalho! o/

  3. Regis Says:

    Muito obrigado pela visita, Paulo e Sami. Concordo plenamente com os pontos que vocês levantaram. Pode parecer coisa de chato as críticas, mas a intenção é fazer com que os eventos melhorem.

    Sami, eu já passei por esse tipo de discriminação em evento. Eu tenho uma compacta e fazia fotos com ela pelo GigaXis, até ela, recentemente, pifar de vez.
    Essa discriminação é a aplicação de uma frase que muitos dizem e eu detesto: “A primeira impressão é a que fica”.

  4. Sami Says:

    Dica: Para as pessoas que erguem a mão para a lente da câmera, dar uma desfocada na mão e focar a pessoa é um efeito bem interessante =)

Leave a Reply

Get Adobe Flash player